RAPIDINHAS F"G"!

BOMBA!
Márcio Ribeiro (foto) não é mais técnico do RIO PRETO EC. Numa atitude antiética e oportunista, para dizer o mínimo, o treinador deixou a Vila Universitária para assumir o comando do arquirrival América, que demitiu Play Freitas após duas derrotas seguidas. O time dos infernos ocupa a 19ª posição na tabela da A2/2010, sem nenhum ponto ganho; com 4 pontos, o Jacaré está na 6ª colocação.

TRAÍRA
Peixe carnívoro de água doce da família dos caracídeos. A traíra pertence a um grupo de caracídeos desprovidos de nadadeira adiposa, principal característica da família. É um dos peixes mais populares do Brasil, presente em quase todos os açudes, lagos, lagoas e rios. Nas regiões que oferecem boa alimentação é comum que atinjam 69 cm de comprimento, e alguns exemplares excedem 2 kg de peso. Sua pesca é feita de anzol, com isca de peixe ou carne; as traíras de mais de 1,3 kg só costumam atacar iscas em movimento, como as artificiais. Deve-se ter cuidado ao manipulá-la, pois costumam dar mordidas muito dolorosas e que sangram abundantemente. É indesejável em piscicultura, pois alimenta-se vorazmente de alevinos e peixes jovens de outras espécies. Tem marcada predileção por sombras e escuridão. É um peixe territorialista e canibal; protege suas crias até que se espalhem em meio a vegetação marginal.

Devido às características carnívoras e à sua predileção pelas sombras e escuridão, o vocábulo 'traíra' também é utilizado como gíria (Brasil) para identificar o indivíduo traidor, que age nas sombras, sorrateiramente delatando ou prejudicando seus colegas. A traíra é talvez o peixe mais encontrado no Brasil, pois basta ter um fio de água para que ela se faça presente.

É um peixe voraz, briguento, completamente territorial e muito esportivo. Possui dentes afiadíssimos e todo o cuidado é pouco no seu manuseio, pois além de tudo ela é extremamente lisa e escorregadia.

ADJETIVO
Sorrateiro, traidor, voraz, escorregadio... A Wikipédia não diz, mas Márcio Ribeiro poderia ser outro adjetivo para traíra.

PERIPÉCIA
Depois de perder Sérgio Caetano para um clube da A3 e, agora, Márcio Ribeiro para o arquirrival, qual será a próxima peripécia dos cartolas esmeraldinos?

AMADORA
Existirá melhor definição para sintetizar a atuação da diretoria do RIO PRETO EC?

CONFIRMADO
Agora sem técnico, o "Glorinha" vai mesmo enfrentar o Pão de Açúcar, quinta (21/1), no "Lixeirão", pela 3ª rodada do Paulista A2/2010.

MURPHY
Esmeraldino, lembre-se: o que está ruim, sempre pode piorar...

COPA PROMISSÃO SUB-17/2010
A boa notícia é a participação do RIO PRETO EC na 10ª Copa Promissão de Futebol Sub-17. O torneio reúne grandes equipes do futebol nacional, divididas em 3 grupos na 1ª fase. O "Jacarezinho" está no Grupo C, ao lado de Atlético (MG), Avaí (SC), Batatais (SP), Corinthians (SP) e Vasco da Gama (RJ). Classificam-se à 2ª fase os 2 primeiros colocados de cada grupo. Os 2 melhores 3º colocados também avançam na competição. A estreia esmeraldina será na quinta (21/1), contra o Galo mineiro (confira os jogos do "Jacarezinho"). Vamos lá, molecada!

CIDADE DEVASTADA
A bela e quente São José do Rio Preto foi devastada pela forte chuva que caiu na madrugada de segunda. A força da água ceifou duas vidas e deixou um rastro de destruição por toda a cidade (clique aqui para ver vídeo-reportagem e aqui, para galeria de imagens). O governo municipal, que estima em R$ 40 milhões o prejuízo causado pela chuva, decretou estado de calamidade pública. A Torcida Virtual FORÇA "GLORINHA"! se solidariza com os familiares das vítimas e com todos os rio-pretenses atingidos de um modo ou de outro pela tempestade. Salve, São José do Rio Preto!

FORÇA "GLORINHA"!

Foto: O traíra Márcio Ribeiro, persona non grata na Vila Universitária (Carlos Chimba/Diarioweb).
Imagem: Cartaz oficial da 10ª Copa Promissão de Futebol Sub-17 (Prefeitura Municipal de Promissão/SP).
Fonte: Diarioweb, Prefeitura Municipal de Promissão/SP, TV Diario e Wikipédia.

7 comentários:

Anônimo disse...

Torcedores do Rio Preto, o que nos temos que dizer sobre mais esse fato lastimavel que essa Diretoria amadorista do Jacaré aprontou novamente. É vergonhoso, trouxeram um tecnico torcedor do Diabo, e deu no que deu. Sem carater, traira, sem amor a profissao. Sr. Marcio Ribeiro que maus ventos o levam para a casa do time do inferno, é porisso que cada vez mais sua carreira vai cair pro fundo. Nem para time amador voce logo servira. Nos torcedores estamos envergonhados com sua atitude, bem como dos dirigentes do diabo e dessa diretoria do Rio Preto. Um dia que sabe tudo mudará, e essa diretoria sumirá do Riopretão.

Carlos Adao disse...

Caro Clayton, eu como torcedor doido pelo Rio Preto, queria pedir-lhe que tirasse a foto desse mau carater e traira do seu blog. Esse cara nao merece aparecer em foto com a camisa do Rio Preto EC. Abaixo, trairas e torcedores do diabo. Abraços.

Rogério Cannizza disse...

Saudações esmeraldinas!!!
Caros amigos, a diretoria do glorinha desta vez creio que agiu de maneira correta em não entrar no leilão que esta sem vergonha tentou fazer. Pseudos profissionais como este tendem acabar no ostracismo, como alguns outros treinadores que costumam aprontar, como exemplos podemos citar Márcio Rossini (outro traíra) e Vitor Hugo. O que não pode acontecer e ficar com este interino no campeonato, pois ele não tem a mínima condição. Não é de hoje que a diabada apronta. Antes este sujeito sem carater ir agora, do que entregar o derbi no dia 27. Que o diabo o carregue até a série A3.

Tarcísio Rezende disse...

galera esmeraldina, vamos cobrar dos orgão de imprensa de São José do Rio Preto uma profunda discussão ética sobre a histórica forma de agir das diretorias do diabo.
Vejam o texto que enviei ao "Diário da Região": "Amigos do Diário da Região, agora está na hora de se colocar em discussão a ética no esporte da cidade, assim como vocês já fazem na política. O histórico do "time do diabo" sempre foi assediar profissionais do "Jacaré", inclusive durante andamento das competições. Foi asim, por exemplo, com Márcio Rossini, e agora se repete com outro Márcio. Cadê o jornal na sua luta pela ética na vida de São José do Rio Preto?
Façam o mesmo, vamos cobrar transparência dos orgãos de imprensa!!

Brasil Empreende disse...

Ola visitei seu blog e gostei muito e gostaria de convidar para acessar o meu também e conferir a 6ª postagem da série: Seleções Rumo à África
Sua visita será um grande prazer para nós.
Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
Atenciosamente,
Sebastião Santos.

Thiago disse...

Realmente foi algo surpreendente, é o fim do futebol de nossa cidade. Nossa diretoria que não tem competencia de manter os salarios em dia e o ZaraRRato que não possui nem um pingo de dignidade. Sobre o Marcio não temos o que falar, acho q foi até bom pro Gloriso, ele ficava mais nos "botecos" da cidade do que na Vila Universitaria

clayton romano disse...

Meus Caros,
Faço minhas as palavras de vocês. E digo mais: ninguém quer trabalhar no RIO PRETO EC. A fama de mau pagador e a infinidade de sentenças trabalhistas acumuladas na Era Dalla Pria (1983-2010), faz do nosso clube um lugar indesejável para se trabalhar.
Notem: não estou eximindo o traíra do Márcio Ribeiro de ser um cabra antiético e oportunista. Tampouco digo que a turma do Diabo seja um bando de "anjinhos"; não são.
Mas a verdade é que os profissionais chegam à Vila Universitária por falta de opção melhor, ou então, porque enxergam no RIO PRETO EC a possibilidade de encontrar algo melhor logo adiante.
Ninguém, repito, ninguém chega ao RIO PRETO EC com o objetivo de fazer história no clube ou algo assim. Todos, repito, todos não vêem a hora de deixar o clube que tanto amamos.
Qual será o fim disso?
Fora, Dalla Pria!
Saudações esmeraldinas,
Clayton